Nicho de Mercado na Área da Saúde

Nicho de Mercado na Área da Saúde

Para chegar ao assunto principal, temos que primeiro entender os fatos geradores de um nicho de mercado. Então, vamos lá.O Brasil é um país em franco envelhecimento. Dois dados servem para medir esta ocorrência: A taxa de fertilidade e a taxa de mortalidade. Dados estatísticos mostram que até a década de 60, as características demográficas do país indicavam uma população bastante jovem, com altas taxas de fertilidade e taxas de mortalidade que apenas começavam a diminuir. A partir de então, teve início um processo acelerado de redução das taxas de fertilidade. Para o País, como um todo, as taxas de fertilidade diminuíram em cerca de 30%, entre 1970 e 1980, em todas as regiões do Brasil, tanto nas zonas urbanas como nas rurais e vem diminuindo gradativamente. Em 1980, era de 3.4 o número médio de filhos, por mulher em idade reprodutiva passando a 2.6 em 1985, ou seja, uma diminuição de 20%, em apenas 5 anos. E hoje é de 1,8 esta taxa. Paralelamente, tem havido uma diminuição nas taxas brutas de mortalidade para o País, como um todo, desde o início deste século, particularmente, a partir da década de 40. Como consequência, a expectativa de vida, ao nascer que era de apenas 33.7 anos em 1900 e hoje é de 73,6 anos em média no Brasil

Agora vamos falar um pouco sobre saúde. Vemos diuturnamente na mídia a crise nos hospitais públicos bem como dos planos de saúde. O envelhecimento da população aliado à falta de saneamento básico, desnutrição, crise econômica e social tem elevado muito os custos não só na área da saúde, mas também na cadeia produtiva, pois doenças crônicas, acidentes de trabalho, epidemias aumentam sobremaneira a taxa de atendimento nos hospitais e unidades de tratamento e isto reflete em despesas que minam as economias e alimentam a inflação. E desta maneira são formados nichos de mercado, em especial na área da saúde onde profissionais capacitados podem fazer toda diferença, uma vez que a prevenção é a principal arma para evitar idas aos hospitais, internações e até mesmo óbitos.

Hoje a terceira idade possui alto poder econômico (Frente ao que vemos em média) e grande apelo às ações de prevenção para a saúde. Os administradores dos planos de saúde a rede hospitalar particular já começam a entender que a redução do risco está nas ações preventivas, de forma que se abre um fenomenal nicho de mercado para Técnicos de Enfermagem e Cuidadores de Idosos.

No caso dos Técnicos de enfermagem, a oportunidade se dá devido a necessidade de um acompanhamento hospitalar e domiciliar das doenças crônicas e temporais, mantendo-as sob controle e evitando internações devido a má utilização de medicamentos ou mesmo pelo não reconhecimento por parte dos pacientes e familiares de determinados sintomas que podem denotar a necessidade de troca de um medicamento ou o acréscimo de outros. Já o caso dos cuidadores está voltado para a qualidade de vida do idoso, com atenções especiais na higiene, manufatura de curativos, aplicação de medicamentos, acompanhamento em eventos,…. O que com certeza evita o agravamento de doenças existentes e a ocorrência de doenças oportunistas.

Alguém já disse que se você segue os passos de uma pessoa, a maior distância que irá percorrer será a mesma dela. Assim como se você fizer sempre a mesma coisa, terás sempre o mesmo resultado. O momento não é para estagnação, lamentação ou ficar batendo na mesma tecla. Em meio a crise, para que se obtenha uma recolocação de mercado, tem-se que mudar a forma de fazer as coisas e isto inclui mudar de profissão, procurar uma especialização ou quem sabe uma reciclagem naquele curso que você já fez a tempos e não deu sequência profissionalmente? Ou seja, as palavras chave são:

Mexa-se, Mude, Transforme, Transcenda.

Um, dois ou três anos passam rápido. Pense no tempo que você já perdeu por fazer sempre a mesma coisa e sempre obter o mesmo resultado.
Se você tivesse tomado uma nova direção, onde estarias? Concluindo um curso? Uma especialização? Quem sabe não estaria realocado em uma nova profissão?

O acomodado diz que macaco velho não aprende truque novo. Mas estamos falando de pessoas e não de macacos. Não seja um Macaco.

Não fique pedindo a Deus o que cabe a você. A ação só depende de você, pois a Ele cabe o impossível.

Ronaldo Marinho – Gestor Administrativo Financeiro.